A Menina do Coração Tagarela

Esse coração fala demais.

Codinome: Felicidade

Enquanto estava na cidadela das sombras não pude enxergar o que havia de bom após os meus domínios. Caminhava na escuridão com pensamentos obsoletos aos quais seguia com maior rigor, certa vez observei ao fundo algo que me chamava e não sabia ao certo o que era, mas parecia ser bom e diferente de tudo o que já tinha visto. Tive medo de sair de onde estava. Pensei. Resolvi prosseguir. Muito além das expectativas um mundo mais claro estava nascendo dentro de mim, em minutos o lado sombrio que ocupava a minha vida foi deixando para trás e o que só me importava era aquele lugar.

A verdade é que o sentimento que tomava conta de mim era muito maior do que já tinha vivido. Não sei nomear, apenas acredito que conquistei um espaço dentro de mim que jamais pensei que existisse. Felicidade de realizar um desejo pode ser escrito desta maneira este momento, não há outra palavra de semelhante valor que possa exemplificar. Dentro da minha cidadela não cria em tal situação, ou pelo menos não tinha imagino o quanto seria bom para o meu coração. Apesar de tantas farpas que sobrevoaram as minhas indecisões, a angústia de continuar onde estava consumia a minha liberdade.

Ao ver aquele mundo que nascia não pude deixar que consumisse a minh’alma e fui desfrutando de um prazer inigualável. Mesmo com outras experiências distintas sei o quanto cada uma teve a sua importância, mas esta tem um gosto especial, e por este motivo dou boas vindas e peço para que reine. Ainda sei o quanto é difícil de entender. Mas sair de onde estava e enxergar um palmo além do que conseguia já me fez acreditar que tudo é possível, mesmo que seja incompreensível, porém eu consegui.

Agora me resta acordar, pois o sonho tornou-se real. O que espero? Não sei, o que tenho em mãos é o poder de registrar cada segundo do meu mais novo espaço conquistado. E a quem devo a honra de agradecer está onipresente. Tamanho o desejo, quão forte foi sentir e respirar o depois. Foram minutos para um novo olhar e esquecer o passado. Entrar no presente. Finalmente. Viver é a razão de sonhar. Sonhar é acreditar. Acreditar só naquEle que concedeu uma oportunidade de escolher. Meu nome?Esqueci. Codinome: felicidade.

7 Comentários:

Txaaa caralhooo!

O MELHOR TEXTO QUE VOCÊ JA ESCREVEUU PEII *__________*

MENINAA, QUE FINAL FODAAAAA ;DDDD

PARABÉNS!

 

Também amei o texto!!
Nos faz sentir essa leveza, essa felicidade, esse novo sentido!
Parabéns, mocinha!
Bjuus

 

bom..é muito lindo..
a pói parece bem felizz.. =)
mais pra mim tem algo que não consegui decifrar,e como é disso que eu gostoo..ficar pensandoo..
ta perfeito Pói^^

 

Muito bom o texto! vou tentar seguir a sua dica... viu?

Te adoro! bjão amigona!

 

Ahhh.. Gostei desse *_*
Parabens, vc escreve muito muito bem ^^

 

É difícil entendermos o motivo de dedicarmos a nossa força e o tempo à procura de algum lugar na imaginação (cidadela), onde possamos nos proteger de algo que jamais deveríamos ter medo, algo esse, onde o codinome felicidade seja capaz de descrevê-lo.
Ainda bem que esse “algo” conseguiu atrair a sua atenção, concebendo-lhe o direito de governar os espaços que você nem sonhava que existisse e ainda mais, espaços estes que estão circunscritos pelo seu corpo, mente e coração. Pode acreditar! São seus! Vai fundo e sinta o prazer desta felicidade denominada “sonhos”.
Bem... Maninha, eu fico grato por você dar-me a possibilidade de ler este texto.
Adorei!!!
Abraços!